Jornal da Escola Secundária José Régio – Vila do Conde
23:17 / 04 - 04 - 2020

Arquivos

Calendário

Abril 2020
S T Q Q S S D
« Fev    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

SEMANA CULTURAL – 22 a 26 de abril

Pelo quarto ano consecutivo, a Escola Secundária José Régio de Vila do Conde vai realizar, de 22 a 26 de abril, mais uma Semana Cultural que é, sem dúvida, um dos pontos altos da nossa Escola. Durante quatro dias, esta abrir-se-á à participação de toda a comunidade com atividades lúdicas e laboratoriais, exposições, jogos, música, palestras, colóquios, entre outras. Dinamizadas pela Direção, Departamentos, Associação de Pais e Associação de Estudantes, Biblioteca, Clubes, Professores e Alunos, esta é uma forma de dar a conhecer o conjunto de trabalhos realizados e alargar também a escola ao exterior.

A Semana Cultural será uma forma de quebrar rotinas, de sentir o pulsar e fervilhar de uma escola em movimento e de envolver, de forma mais dinâmica, os alunos e toda a comunidade educativa, solidificando as relações interpessoais. É também uma maneira de provar que “A cultura é tudo o que resta depois de se ter esquecido tudo o que se aprendeu” (Lagerlof, Selma).

 A Coordenadora

Lidia Fernandes

A cultura num copo de água.

Começamos desde cedo a olhar para a beleza das pequenas coisas, do mundo que nos rodeia. Damos importância aos objetos mais supérfluos, mas só encontramos a felicidade no abstrato. Hoje, damos mais importância ao “ter” e desprezamos o “ser”. A cultura não é mais a maior qualidade do ser. Contudo, sem ela, nunca seremos totalmente preenchidos. O conteúdo de todas as coisas. Devíamos adquirir a capacidade de vermos o interior das pequenas coisas a que chamamos de insignificantes. Da arte à música. Literatura sentida e definida numa simples folha de papel. Para mim, o maior culpado da ignorância humana é o mesmo homem, que não se deixa ver para além daquilo que os seus olhos se predispõem a mostrar. Compreendo, e aceito, que nem todos temos as mesmas oportunidades de ensino. Mas cultura não se aprende. Cultura entranha-se em nós como um estranho que não queremos deixar partir. Mesmo sendo ele estranho. Se a escola nos educa e nos dá a possibilidade de um futuro largamente promissor, é a cultura que nos define como seres de morfologia independente. Esta entrelaça-se com os valores humanos e dizem aos outros aquilo que representamos para o mundo.

      Se somos influenciados por tudo o que nos rodeia, deixem-nos viciar por esta cultura indomável para vermos a beleza das espécies mais insignificantes. Procuremos a cultura em tudo o que é pequenino. Estou certo de que encontremos cultura num copo de água.

João Paulo Maio, 10º LH3

Leave a Reply